• SENSU

10 dicas de filmes sobre jornalismo

Atualizado: 30 de mai.

A profissão de jornalista é uma das mais antigas e o formato de carreira teve diversas mudanças, que alteraram a rotina com o passar dos anos. Nas últimas décadas, a especialidade foi retratada diversas vezes no cinema – com filmes premiados no Oscar, inclusive. Os longas destacam características da época, mas com algumas críticas e observações sobre a imprensa que podem ser feitas até os dias atuais.

Para entender um pouco melhor sobre essa profissão, separamos 10 filmes que retratam o jornalismo.



1941 | Cidadão Kane

Sucesso de crítica (alguns especialistas o consideram como o "maior filme de todos os tempos"), Cidadão Kane é, "supostamente", inspirado na vida de William Randolph Hearst, um americano magnata e dono de periódicos como The New York Journal, acusado de fazer jornalismo sensacionalista – inclusive é dessa época que surge o termo “yellow press”, nomeado no Brasil como "imprensa marrom".

Cidadão Kane ganhou um Oscar de melhor roteiro original, cedido para Orson Welles (que também foi diretor, produtor e interpretou o protagonista do filme) e para Herman Mankiewicz, cuja vida foi tema de um recente filme lançado pela Netflix, "Mank".

Onde assistir: HBO MAX, Amazon Prime Vídeo e Google Play Filmes.



1951 | A Montanha dos Sete Abutres

A oportunidade única de ter um furo de reportagem. Nem que, para isso, seja necessário atrapalhar um resgate de uma pessoa. A Montanha dos Sete Abutres acompanha a história de Chuck Tatum, interpretado por Kirk Douglas, um jornalista fracassado que já havia sido demitido de várias redações. Enviado para cobrir uma corrida de cobras, o jornalista encontra um homem preso em uma mina e passa a cobrir o resgate, que vira tema de repercussão nacional.

Onde assistir: https://vimeo.com/473214660



1976 | Todos os Homens do Presidente

Uma investigação jornalística que culminou na renúncia de um presidente dos Estados Unidos. Todos os Homens do Presidente, estrelado por Robert Redford e Dustin Hoffman, é um filme que inspira estudantes de jornalismo e até profissionais com muitos anos de carreira, ao acompanhar a apuração do escândalo de Watergate.

As reportagens do Washington Post mostraram a participação do Richard Nixon a uma invasão na sede dos seus rivais nas eleições americanas, o Partido Democrata.

Onde assistir: Apple TV, YouTube Filmes, Amazon Prime Vídeo e Google Play Filmes.




1987 | Nos Bastidores da Notícia

Nos Bastidores da Notícia é uma comédia romântica que mostra o dia a dia de uma grande rede de televisão americana, com a briga de egos entre um jornalista "sensação", carismático e em ascensão (feito por William Hurt), mas que a produtora não gosta, e um profissional brilhante e dedicado (interpretado por Albert Brooks) - e que ainda tem uma paixão secreta pela personagem de Holly Hunter.

Onde assistir: não disponível no momento.






1994 | O Jornal

Jornalista que trabalha muito e ganha pouco. Muitos podem se sentir representados com o protagonista de O Jornal, vivido por Michael Keaton, que trabalha em um fictício jornal em Nova York. Em meio à correria que tanto gosta, o personagem entra em uma importante investigação de um assassinato, enquanto também passa a receber pressão do lado familiar, pois sua esposa está grávida e sente que o marido passa cada vez mais tempo no trabalho. Em meio à dinâmica da investigação jornalística sobre o assassinato, dilemas éticos em torno da checagem e publicação dos fatos (ou não) em matéria de capa.

Onde assistir: Google Play Filmes, Apple TV e YouTube Filmes.



1997 | O Quarto Poder

Mais um longa que projeta as críticas ao jornalismo sensacionalista, no qual um repórter de televisão (outro filme com Dustin Hoffman na lista), que estava em baixa na carreira, testemunha o ataque a um museu feito por um ex-funcionário (interpretado por John Travolta). Esse ocorrido toma maiores proporções acidentalmente, mas a cobertura pela imprensa passa a ser bastante manipulada, pois os veículos e profissionais priorizam os índices de audiência durante o incidente.

Onde assistir: não disponível no momento.




2014 | O Abutre

O Abutre aborda uma faceta do jornalismo sensacionalista: o que explora desgraças, como acidentes, incêndios, assassinatos, entre outras notícias do gênero policial. O repórter vivido por Jake Gyllenhaal descobre uma fonte de renda lucrativa ao filmar e documentar as tragédias de outras pessoas. O longa tece críticas a esse tipo de cobertura jornalística, principalmente por meio dos personagens coadjuvantes, além de retratar o protagonista como um sociopata.

Onde assistir: HBO MAX, YouTube Filmes, Apple TV e Google Play Filmes.



2015 | Spotlight – Segredos Revelados

Outro filme essencial para jornalistas - seja pelo conteúdo apresentado, como também pela inspiração que traz a quem assiste. Spotlight traz uma equipe (com estrelas como Michael Keaton, Rachel McAdams e Mark Ruffalo interpretando) que passa a esmiuçar documentos, notícias antigas e depoimentos que mostram uma série de abusos de pedofilia cometidos por padres católicos na cidade de Boston. A obra venceu o Oscar de melhor filme de 2015 e se tornou uma opção de longa para professores da faculdade de jornalismo mostrarem aos seus alunos.

Onde assistir: Star+, Amazon Prime Vídeo, Google Play Filmes, Apple TV e YouTube Filmes.



2017 | The Post – A Guerra Secreta

The Post defende a importância da imprensa. Lançado durante o governo Trump, relembra uma história dos anos 70: os Pentagon Papers, documentos secretos que revelavam como era a atuação dos norte-americanos durante a Guerra do Vietnã. Não somente um recado sobre a importância da liberdade de imprensa, o filme estrelado por Meryl Streep e Tom Hanks traz os bastidores das redações de jornalismo e os desafios enfrentados pelos profissionais.

Onde assistir: Telecine Play, Globoplay, Google Play Filmes, Amazon Prime Vídeo, Apple TV e YouTube Filmes.



2018 | Contra a Parede

Mais do que incluir uma produção nacional, Contra a Parede está nessa lista por trazer os dilemas de um jornalista durante uma cobertura política. O personagem de Antônio Fagundes se vê dividido entre dois candidatos à presidência que são próximos a ele. O filme traz não somente uma reflexão sobre a vida do jornalista, como também aborda política, corrupção e a profissional.

Onde assistir: Globoplay, Apple TV, YouTube Filmes e Google Play Filmes.


Curadoria e texto: Luís Morais e Moura Leite Netto.

46 visualizações0 comentário